O que é osteopatia

Osteopatia – o que é e qual a sua origem?

A Osteopatia é uma forma de medicina alternativa, formulada pelo médico americano Andrew Taylor Still, ainda no fim do século XIX. Através da manipulação das articulações e dos tecidos moles, a osteopatia busca a auto regeneração do corpo, sem a necessidade do uso de medicamentos ou outras técnicas.

Para a osteopatia, todos os órgãos do corpo humanos são interligados e sendo assim, o mal funcionamento ou uma lesão em um, afeta todos os demais. Um corpo são depende, portanto, do equilíbrio entre todas as partes.

Princípios da Osteopatia

Segundo seu criador, a osteopatia se baseia em quatro princípios básicos para promover a cura de doenças e o aumento da qualidade de vida.  São eles:

Estrutura X função – como ser humano indivisível, o corpo possui estruturas e funções. As estruturas são as partes do corpo, como os ossos, músculos, tecidos e órgãos. Já a função é a atividade que cada estrutura realiza, como a respiração, a digestão e assim por diante. Do equilíbrio entre as estruturas e as funções é que advém a saúde do corpo. As doenças são causadas pelo desequilíbrio entre elas.

Autorregulação corporal – segundo a osteopatia, o corpo humano tem a capacidade natural de fazer a regulação das estruturas, restaurando o equilíbrio e a harmonia.

Autocura – o corpo humano tem a capacidade de se regenerar sozinho, pois têm em si todos os elementos necessários para evitar doenças e curá-las. Para isso, é preciso que não existam obstruções nos canais vasculares, linfáticos e nervosos. É preciso ainda fazer a nutrição celular e a eliminação de dejetos celulares.

Importância das artérias – a função arterial é essencial para o corpo humano, pois é através dela que é feito o envio de nutrientes para as células. Da mesma forma, se há algum problema no sistema arterial, todo o organismo será comprometido, pois haverá acumulo de toxinas, o que acarretará no surgimento de doenças.

Post Your Comment Here

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *